Celeste Conceição participa de mostra no SESC Nova Iguaçu

O SESC Rio, com o objetivo de comemorar o Dia Internacional da Mulher, traz artistas da Baixada Fluminense, entre outros, com obras livremente inspiradas em grandes mulheres de todos os tempos. Artistas, políticas, feministas, donas de casa. Mulheres que, de alguma forma, influenciaram gerações, seja através de seu trabalho, seja por alguma ação pontual, ficaram marcadas, reconhecidas e se tornaram referência nos Direitos da mulher.

A exposição visa fazer reconhecer o valor social, cultural e político dessas personagens, além de fomentar o respeito aos direitos fundamentais da mulher e preconizar e instigar a discussão do tema da violência contra a mulher.

São dezessete obras de diferentes estilos, sendo doze oriundas de municípios da Baixada Fluminense, e cinco da Nami Rede Feminista de arte urbana (graffite), com imensos painéis na entrada do saguão do teatro. Ainda no mesmo salão, quinze reproduções fotográficas no tamanho 100 X 60 exibem personalidades femininas de grande destaque, e revelam ao publico um resumo de suas trajetórias com legendas cuidadosamente elaboradas pela curadoria do SESC Nova Iguaçu.

O evento teve abertura nesta quinta-feira, 06 de março, com as presenças das artistas participantes: Ana Ferreira, Celeste Conceição, Elaine De Lira, Gabriela Boechat, Lilian Cristina, Sônia Monteiro, Vanderlaine Alencar e Panmela Castro, que na primeira visita a exposição narraram para o publico o processo de pesquisa e composição dos trabalhos ali apresentados. Após um delicioso coquetel, uma mesa debatedora foi composta no teatro, com a Delegada Teresa Pezza e o inspetor Jaime da Costa Moraes, ambos da DEAM Nova Iguaçu; da Gestora Cultural Ana Paula Galvão e da Artista e militante da Rede Nami’ Panmela Castro. A discussão trouxe ao publico informações relevantes acerca da Lei Maria da Penha, visando conscientizar sobre direito de denunciar a violência contra mulher, bem como a reflexão acerca da cultura misógina que vem se perpetuando através de vários comportamentos aceitos como “naturais”.

Os representantes da DEAM Nova Iguaçu relataram que pelos índices apresentados, o número de mulheres que denunciam aumentou, devido a coragem impulsionada pela divulgação da Lei Maria da Penha, que chega ao conhecimento mesmo que superficial a 80% da população. Já as ativistas Ana Paula Galvão e Pâmela Castro, enfatizaram a produção artística como ferramenta imprescindível para denuncia e prevenção da violência citando como exemplo a Rede Nami que faz intervenções criativas pela técnica do graffiti em escolas públicas.

Celeste Conceição, nossa quebradeira da 4a turma, representando  município de   Nova Iguaçu, traz uma homenagem a Sojourner Truth, com a obra intitulada “Peregrina da Verdade”, em acrílica sobre tela.

Sua motivação, a partir de uma pesquisa, fez com que ela identificasse na postura austera e imponente dessa personagem, a guerreira, a líder abolicionista, humanitária e religiosa. A partir dai reconheceu nessa mulher uma verdadeira rainha, revestida da mais bela cor: a negra.

Das mulheres guerreiras, ela representa no seu contexto histórico a luta contra o mais vil dos sentimentos humanos: a segregação. Da escrava humilhada e analfabeta à grande figura do abolicionismo e da luta pelos direitos da mulher no EUA, a vida e a luta política de Sojourner Truth é um dos maiores testemunhos sobre a capacidade de luta da mulher e do ser humano em geral.

Celeste se apropriou da tonalidade sépia, buscando retratar a época e a condição de escravo, limitando as cores denotou a ausência de alegria e esperanças como a terra seca que existe no solo árido e pouco propício à bons frutos.

Celeste relata que enquanto pintava, foi mergulhando cada vez mais na historia de Sojourner Truth, fazendo-a sentir a força dessa mulher em ser destemida diante das injustiças de sua época; dessa forma podemos compactuar com o seu olhar vivo, penetrante e fixo, como se quisesse nos dizer que a luta continua, e se quisermos, venceremos nossos medos, e como ela, possuiremos a força suficiente para nos apropriarmos desses e de tantos outros direitos já conquistados. A liberdade está na alma, e o olhar diz tudo.

A exposição segue até o dia 31 de março. Durante a exposição estão previstas exibições de vídeos sob a curadoria do SESC e rodas de conversas organizadas pelas próprias artistas participantes.

Serviço:
Galeria de Artes do Sesc Nova Iguaçu
De terça a sábado, das 09 as 20h
Domingos, das 09 as 18h
Rua Dom Adriano Hipólito, 10, Moquetá, Nova Iguaçu
Tel.: 21 2797-3426

Maiores informações:
Wellington Viana Barbosa
Artes Visuais
wellington.barbosa@sescrio.org.br
www.sescrio.org.br | twitter: @sesc_rio

 

 

Por Claudina Oliveira, quebradeira da 3a turmada UQ

 

1960033_567731409990114_1575284195_n

 

2 comentários sobre “Celeste Conceição participa de mostra no SESC Nova Iguaçu”

  1. Atenção: perdão, na digitação foram engolidas algumas palavras, ou em algumas palavras, letras, de menos, ou demais. Posso refazer em outro momento.

    Sinto muito.

  2. Creio que CELESTE CONCEIÇÃO acaba de inaugurar MAIS um espaço importante, ao MOVIMENTO DA MULHER, do Município., e na CIDADE MARAVILHOSA. Isto pela inspiração quanto ao Tema, oportuno e Urgente: MULHERES. MÃE, PAI, FILHA,CRIANÇA, JOVEM, MULHER, AMIGA, COMPANHEIRA,VIÚVA, CASADA, DESCASADA, COLEGA DE ESTUDO, DE TRABALHO, VIZINHA, PARTEIRA, ENFERMEIRA, COSTUREIRA, FEIRANTE, DOMÉSTICA, LAVADEIRA, MÉDICA, GARI, CUIDADORA, FAXINEIRA, COPEIRA, COZINHEIRA, PROFESSORAS, MESTRE, ADVOGADA, DELEGADA, JUÍZA, BABÁ, CAMPONESA, LAVRADORA, JARDINEIRA, CATADORA, HABITANTE DE RUA, CAMELÔ,..ARTISTA, ANALFABETAS,… RELIGIOSA, PROSTITUTA…TODAS MULHERES, de Força, de Fé, Amável, Doce, Corajosa, Leal, Fiel, ao que foi herdado, oportunizado, adquerido pela VIDA, que DEUS, ABENÇOA EM SEU AMOR, POR SUA VONTADE DIVINA. MULHERES QUE REPRESENTAM A VIDA QUE NOS FOI POR ELA, PARIDA, PARIDO, NASCIDA, NASCIDO, COMO MÃE QUE AMA A TODOS OS FILHOS QUE POR ELA SÃO GERADOS. ASSIM COMO A TERRA, QUE ACOLHE ÁRVORE, RIOS, PÁSSAROS, ANIMAIS, E TODOS OS FENÔMENOS HERDADOS NA TERRA, E NAS ÁGUAS QUE EVOLUEM E GERAM A NATUREZA. PRECISAM COMO A MULHER, SER AMADA, CUIDADA, E PRESERVADA; DA DOR, DO DESAMOR, DA TRISTEZA, E DA LOUCURA QUE QUEIMA, DEVASTA NO HORIZONTE TODA BELEZA DO PLANETA QUANDO A MULHER PERDE O RUMO DA CANÇÃO, PELA DOR QUE CONSOME SEU CORAÇÃO. SEUS SECAM E PERDEM O BRILHOS DAS ÁGUAS QUE MOLHA A TERRA SECA QUANDO SOL ABRASA QUEIMANDO O VERDE QUE A PLAINA O PEITO E SOLTA ALEGRIA QUE ENCANTA, AURORA, QUE NASCE O SOL, O DIA, A NOITE QUE BILHA NO CLARÃO A LUA PELA VOZ QUE NINA O FILHO NO PEITO COMO MUSICA AO VENTO QUE SOPRA A CHUVA QUE LIMPA OS RIOS E FAZ CRESCER AS RAMAS, ONDE BROTA A FONTE QUE NASCE O FRUTO, QUE ALIMENTA E FAZ CRESCER TUDO O QUE É VIVO, E FORTALECE O SONHO QUE FAZ A MULHER, SER O MAIOR TESOURO DA TERRA. POIS É ELA, QUE ENCANTA A CANÇÃO QUE TOCA O VIOLÃO.
    Obrigada Celeste Conceição, que nome Bonito e Grande, comporta o SORRISO do seu tamanho.

Deixe uma resposta