Pós-aula: Linguagem e Expressão

Na última terça-feira, a professora Sandra Portugal iniciou os trabalhos de Linguagem e Expressão com a reflexão acerca do texto de Mônica Rocha: “ O espaço democrático, exercício livre e crítico da fala” e do texto de Fernando Chagas “Um espaço fantástico para que de fato se tenha a construção do conhecimento atrelado às realidades culturais da sociedade, e isso não exclui a formalidade do conhecimento e que ele se torne político”.

Na sequência, foi apresentado o texto de Adélia Prado: O QUE A MUSA ETERNA CANTA. E a partir desta leitura, várias atividades foram realizadas buscando o entendimento; do eu-poético, das intenções da autora, do público direcionado, enfim, inúmeras provocações permitiram a observação acerca do momento histórico, da forma e do estilo de composição da autora.

Nossa tarde seguiu dinamizada com as propostas de leitura de textos diferentes para quatro grupos. Após o tempo determinado pela professora Sandra, os participantes apresentaram suas reflexões coletivas, avaliando a partir dos textos a metodologia usada pela professora Sandra. Os grupos declararam apoio a vontade de buscar novos caminhos e de arriscar neste desafio.

Foi excelente mesmo. Quem se fez ausente por qualquer razão, deverá se mobilizar para comparecer de  tardes imperdíveis como esta.  Só nos resta aguardar mais um encontro enriquecedor com a professora Sandra Portugal.

(Por: Wanda Lúcia Batista Bolsista PIBEX – UFRJ – Faculdade de Medicina- T.O )

 

Deixe uma resposta