Sandra Portugal pergunta: Como andam os nossos textos?

Como andam os nossos textos?  Já escrevemos muitas páginas? Os parágrafos estão bem organizados? Pensando bem, o que sabemos sobre a construção dos parágrafos?

Um parágrafo pode ser entendido como uma unidade de significado, que desenvolve uma ideia completa dentro de um texto. Essa unidade se manifesta graficamente: para se fazer um parágrafo, muda-se de linha.

A respeito do parágrafo se dizem muitas coisas. Que deve apresentar uma ideia principal. Que não deve ter frases muito curtas. Que não deve ter apenas uma frase. Que precisa ser bem pontuado. Podemos aceitar essas ideias?

Para a próxima terça-feira, Sandra e José Henrique propõem uma reflexão sobre a estrutura dos parágrafos. Vamos examinar textos legados por Milton Santos, José do Patrocínio e Hélio Santos, entre outros. Mais do que isso, vamos pensar nos legados que eles nos deixaram.

E por falar nisso: o que os três têm em comum?

Ficam aqui, para alimentar nossa discussão, sugestões de artigos e vídeos:

http://www2.tjce.jus.br:8080/esmec/wp-content/uploads/2008/10/discriminacao_racial_no_brasil.pdf

http://www.acordacultura.org.br/artigos/23092013/imagens-da-africa-entre-a-violencia-discursiva-e-aproducao-de-memoria

http://www.3hpg1gh.net/gt_9/GT%209-%20371%20-%20GRIM_F.pdf

http://www.youtube.com/watch?v=83jzMUfd_G8

http://www.youtube.com/watch?v=0BFNpSYIxrM

http://www.youtube.com/watch?v=QQLTJsgbtzI

2 comentários sobre “Sandra Portugal pergunta: Como andam os nossos textos?”

Deixe uma resposta