Um parágrafo bem escrito pode dar samba, você sabia?

Sim, um parágrafo bem redigido produz um bom efeito e impressiona a pessoa que lê, tornando-a sensível à ideia que se está veiculando. Mas como redigir bem? Sobre este assunto, há muitos mitos e também muitas coisas verdadeiras.

Observe estas frases e pense: são corretas?

Um parágrafo só deve ter frases curtas.
Um parágrafo só deve ter frases longas.
O ideal é que o parágrafo apresente apenas uma ideia.
O ideal é que o parágrafo não tenha apenas uma frase.
Quanto mais vírgulas, mais claro fica o parágrafo.

No próximo encontro, Sandra e José Henrique querem conversar mais um pouco sobre como se constrói um parágrafo. Para que ele dê samba, maxixe, umbigada, jongo…

Pós – aula do dia 02 de abril

Para construir um bom parágrafo, é necessário saber selecionar as informações e concentrar as ideias. Um trecho coeso, bem escrito, faz toda a diferença dentro de um texto. A última aula foi exatamente sobre como construir parágrafos assim: coesos, coerentes e com bons argumentos.

Os quebradeiros foram divididos em uma dinâmica que tinha o objetivo de provocar uma discussão sobre trechos de diferentes textos argumentativos. Depois de responderem a perguntas sobre o texto, o trabalho dos grupos formados foi debater as questões levantadas e construir novos parágrafos com outros argumentos. O resultado de toda essa efervescência foi apresentado ao final da aula.

Bárbara Reis – Bolsista PIBEX PACC/UFRJ

1 comentário sobre “Um parágrafo bem escrito pode dar samba, você sabia?”

  1. Sobre a Pós – aula do dia 02 de abril, além de me aproximar melhor das propostas do conteúdo “Linguagem e Expressão” da Prof. Sandra, viajei, uma vez mais nos caminhos (ou armadilhas) que as subjetividades nos conduz. É que também ficou a dúvida: até que ponto as respostas de exercícios como aqueles estão corretas? Corretas pra quem? Para o professor? Corretas para o aluno? Corretas para um público geral? Cheguei a conjecturar uma lauda e meia buscando respostas, e não encontrei uma sequer, plausível.

    Mas está valendo muitoooo! Estou curtindo demais esses experimentos.
    Muito, muito agradecida, Universidade das Quebradas!

Deixe uma resposta