Encontro Internacional sobre ensino de História da África e Cultura Afro-brasileira: 10 anos de lei 10.639

O LEAFRICA Laboratório de Estudos Africanos do Instituto de História da UFRJ realiza, entre os dias 21 e 24 de outubro, a partir das 14h, o Encontro Internacional sobre ensino de História da África e Cultura Afro-brasileira: 10 anos de lei 10.639.

A programação da conferência conta com especialistas do Brasil e do exterior, mesas-redondas, oficinas e rodas de conversa. Os professores da Educação Básica ou do Ensino Superior que tenham interesse em apresentar seus trabalhos e experiências sobre o ensino de história da África e Cultura Afro-brasileira, devem enviar um e-mail para ensinafrica@gmail.com, para o recebimento da ficha de inscrição.

Com vagas limitadas e emissão de certificado, a inscrição para ouvintes será gratuita e efetuada no primeiro dia do evento. O encontro será realizado no Prédio do Largo de São Francisco de Paula n°1 Centro Rio de Janeiro.

Professor da Educação Básica ou Ensino Superior: para apresentar nas rodas de conversa sua experiência de trabalho sobre história da África e Cultura Afro brasileira, realizada na sua escola, universidade ou instituição educativa, receba a ficha de inscrição escrevendo ao e-mail ensinafrica@gmail.co. Serão conferidos certificados aos participantes.

Divulgue. Compareça. Participe. Maiores informações: ensinafrica@gmail.com
Veja aqui a programação: Encontro Internacional: Ensino de História da África – Programa

1374107_524179860992530_1456449199_n

 

3 comentários sobre “Encontro Internacional sobre ensino de História da África e Cultura Afro-brasileira: 10 anos de lei 10.639”

  1. Estive ontem, dia 23 de outubro, assistindo uma roda de conversas no Encontro Internacional promovido pelo Leáfrica para marcar os 10 anos da lei 10639. Fiquei encantada com o que vi e ouvi; uma serie de relaltos de professores do ensino fundamental II e ensino médio, de escolas particulares, públicas e técnicas a respeito de suas práticas pedagógicas ao ensinar história da Africa e cultura Afro-brasileira.
    Mas devo destacar duas apresentações excelentes:

    “A ciência e a tecnologia e o ensino de História da África: em busca de novos valores” apresentada pela professora Rosemari da Conceição, que ensina história num CEFET. Culta, inteligente e articulada ela encarou o desafio de abordar o tema da Africa e Ciência, a partir de um livro sobre a visão de Einsten sobre o racismo.

    “Lusofalante” apresentado por Elizah Rodrigues, que vivieu quando criança em Moçambique e hoje comanda uma programação radiofônica sobre os países lusofalantes. Elizah, trouxe um pouquinho de Africa contemporânea para o público; música, entrevistas e até compartilhou com a platéia um cheiro guardado numa caixinha.
    Parabéns a todos que organizaram e participaram do encontro.

Deixe uma resposta