Pós-Aula Linguagem e Expressão 16/10

Pai dos burros ou dos inteligentes? O uso do dicionário foi o tema da aula de Linguagem e Expressão da última terça-feira, dia 16. “Ser um quebradeiro significa gozar de autoestima”, o comentário de Feijah’N no post da Pré-aula iniciou a discussão.  A partir do texto Plebiscito de Arthur Azevedo, a professora Sandra Portugal falou sobre como a língua evolui e se modifica. “Quando você quer se integrar, quando precisa de unidade, você tem que ter conceito. E conceito se acha no dicionário”, disse Sandra.

Com a 3◦ edição do conto de Azevedo em mãos, os quebradeiros começaram a identificar palavras e expressões presentes no texto, escrito no final do século XIX.  Veja alguns exemplos abaixo:

“A cena passa-se em 1890.

A família está toda reunida na sala de jantar.

O senhor Rodrigues palita os dentes, repimpado[1] numa cadeira de balanço. Acabou de comer como um abade[2].

Dona Bernardina, sua esposa, está muito entretida a limpar a gaiola de um canário belga.

Os pequenos são dous[3], um menino e uma menina. Ela distrai-se a olhar para o canário. Ele, encostado à[4] mesa, os pés cruzados, lê com muita atenção uma das nossas folhas diárias.

Silêncio.”

Mas qual é o certo: loira ou loura? A professora Sandra explicou que essa é uma confusão constante, em que não existe certo. “São modos de dizer que coexistem, enquanto nós ficamos preocupados com o que está ou não correto”. Da mesma forma, que lousa veio de loisa e que coisa veio de cousa.

O texto de Azevedo saiu do papel e foi parar na representação dos quebradeiros. Feijah’N como Narrador, Big Free como Seu Rodrigues, Sandra Maya como Dona Bernardina, Nélson Crisóstonomo como Manduca e Márcia Souza como a filha. O esquete foi muito bem interpretado e deu vida ao vocabulário da época.

A professora deu a sugestão de que cada um criasse seu dicionário particular com as 50 palavras mais usadas. Assim é possível criar uma relação com seus sentidos e grafias corretas com a ajuda do dicionário e evitar dúvidas futuras.

O outro texto trabalhado foi Antigamente de Carlos Drummond de Andrade, que também mostra o vocabulário antigo. No final da aula, era a hora de responder a pergunta da pré-aula: O que significa quebradas? Vertente, lugar distante (longe do centro), favela… Quer saber mais? Que tal procurar no dicionário?

Por Mariana Mauro (Bolsista PIBEX – ECO/UFRJ)



[1] relaxado

[2] religioso

[3] dois

[4] Crase

Deixe uma resposta