Pré-aula Linguagem e Expressão

O que significa ser quebradeiro? Por que esta Universidade é das Quebradas?

Para responder, é importante refletir sobre uma palavra: quebrada. E para refletir sobre essa palavra, vale uma ida ao dicionário. Por falar nisso…

Já vimos que as línguas faladas pelos diferentes povos vão se transformando à medida que o tempo vai passando porque servem, basicamente, para as pessoas viverem em sociedade, se comunicarem e se entenderem. Assim, as palavras que compõem uma língua sofrem muitas mudanças no que se refere à forma e ao sentido.

À medida que um grupo humano vai modificando suas atitudes e práticas, vai também criando novas formas de expressá-las. As palavras que o grupo usa e os textos que constrói com elas, mostram os interesses, os hábitos, os modos de sentir, pensar e fazer do grupo, ou seja, a cultura desse grupo.

As palavras de uma língua estão todas listadas e explicadas em dicionários. Mas há dicionários de vários tamanhos, com poucas ou muitas palavras. Há dicionários que dão os significados das palavras (os mais conhecidos e usados), outros que dizem a origem de cada palavra, há dicionários de sinônimos, de antônimos, etc. Para entender melhor o que ouvimos ou lemos ou para escolher as palavras que vamos usar em nossos textos, principalmente quando eles são escritos.

Num dicionário, em geral, as palavras vêm arrumadas em ordem alfabética. Cada entrada de um dicionário, com as diferentes acepções de uma palavra, chama-se verbete. Para melhor entender o verbete, é interessante conhecer a chamada chave do dicionário, que mostra o que significam alguns símbolos e abreviações empregadas.

A consulta a um dicionário é um hábito que devemos desenvolver não só para checar a ortografia ou o significado de uma palavra, mas também para obter muitos outros esclarecimentos sobre elas. Um dicionário pode ser útil para, por exemplo: identificar as classes das palavras; aprender sobre palavras desconhecidas que encontramos ao ler algum texto; descobrir as famílias de palavras; conhecer melhor as palavras que se quer usar para escrever; criar frases novas; saber o plural dos substantivos e adjetivos; conhecer o uso das diferentes formas dos verbos; ver exemplos variados de frases.

Neste encontro, Sandra e José Henrique querem conversar sobre as mil e uma utilidades do dicionário. Para introduzir esse papo, segue um link do livro Contos fora de moda, de Artur Azevedo, onde você um texto muito interessante dele sobre dicionário, intitulado “Plebiscito”:

http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bv000043.pdf

 

Deixe uma resposta