Rafaela Nogueira lança “Confissões Monótonas”

DSCN0176_cropA Quebradeira Rafaela Nogueira convida para o lançamento de “Confissões Monótonas”, seu primeiro livro de poesias.
Quando: Quarta, dia 11 de Junho às 18h.
Local: Espaço Multifoco. Av Mem de Sá,126 – Lapa, Rio de Janeiro.

Rafaela escreve sobre a importância que a literatura tem para ela:

Tudo começou quando ganhei a primeira máquina de inventar sonhos. Uma máquina de escrever esquecida pelo tempo. Com ela, abandonei aquelas coisas que inventavam pra gente ser. Resolvi inventar a qualquer hora do dia, na varanda, no quarto, incomodando o sono sagrado da família, com as batidas infernais da máquina – Tec! Tec! Tec! Vá dormir, Rafa! Produzi muitos contos, poemas, letras de músicas, capas, contracapas… Eu era uma editora anônima. Até que a máquina, já velhinha, emperrou de vez. Foi assim que surgiu o computador com suas máximas possibilidades. Agora, inventava curtas-metragens, clipes, e melodias ao violão. Virei cantora, artista da MPB, gravei a primeira música: “Certas pessoas esqueço, mas a vida me vira do avesso…”. Não durei no cenário musical, devido às outras coisas que inventaram pra gente cumprir no cotidiano. Porém, encontrava uma brecha pra escrever. Inventei de viajar, trabalhar e estudar. Quase me filiei ao PCdoB, mas desisti. Ufa! E os amores, uns que inventavam prisões e outras turbulências. Entretanto, amo. Li, A hora da estrela, de Clarice Lispector, e entrei pra Universidade. Sobrevivi aos primeiros períodos graças à literatura. Tive um gato preto, chamado Freud, que morreu. Espere! Leitor curioso com diários de tráfegos. Os poemas estão bem mais caros.

Sobre o livro:

Nestas Confissões monótonas, sem pretensão de resposta, ouvimos tudo com inexorável cumplicidade: nossa fragmentação de ser contemporâneo vai se transformando, despretensiosamente e sem alardes, nos ecos dos nossos desdobramentos: “(…) Alguém me ajude a encontrar a saída/Uma saída que tenha saída”.

Jane Christina Pereira do Instituto Federal de Brasília, sobre o livro Confissões Monótonas.

 

Sobre a autora:

Quebradeira da 4ª edição, Rafaela Nogueira Barbosa nasceu em Cabo Frio, Rio de Janeiro, em 23 de maio de 1985. Atualmente, mora em Niterói e faz graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escreve regularmente para o site da Universidade das Quebradas PACC/UFRJ. Confissões Monótonas é seu livro de estreia.

Deixe uma resposta