Sínteses Estéticas

Debate, pensamento, reflexão. As aulas da Universidade das Quebradas têm inspirado os quebradeiros a produzirem várias formas de expressão, seja foto, música, poema, crônica, ou apenas comentários intrigantes. Confira abaixo os textos de Mônica Rocha e Tetsuo Takita:

Saberes Poesia e Tal

A minha palavra dita é liquida

A minha fala tem ecos abaixo da central do Brasil

Se penso, já sei por que não sei é o averso a ditadura

Seu engajamento  verbo é timbre agudo, tic, tic, tá polifonia dos saraus

É que a liberdade de expressão grita de cima do morro, rola na favela a luz de velas poesia orgânica mano.

Quebre todas as muralhas do território, tem febre de cultura nas ruas.

Zas, fanzines, rodas de poesias, samba, pa, pa, pa, pa, eu e ela pelas ruelas.

Lindas negras, Cabeleiras blak para que a razão não caiba nas carapinhas.

Tracctraracttt, a verdadede só cabe no espaço que dou, e se não der vai doer em quem?

Sò os filósofos ficaram de bunda para lua, aguenta essa, eu me inundo de lua.

Quando mingua minha voz e gota. Lua cheia vazando no buraco do casebre da

favela. A lua não está para dias duros da periferia ela é toda ocupação que desejo.

A linguagem que garimpo tem rima e ginga, ta, ta, ta, ta, ta

Te escrever não é o todo e agito o corpo, sou descarga de literatura corporal.

Me arrepio, saio do eixo, sou palavra gestual estaquim! Dum, estaquem, delaladum!

A poesia sonora é som de chuva, cachoeira, marcação do birimbau , birimbau, birimbau

Mônica Rocha (Quebradeira do Pólo UQ Biblioteca de Manguinhos)

……………………………………………

Não sei o que mais gosto se é de filosofar em alemão ou aportuguesar as coisas com as palavras soltas aparentemente desconexas começo um negócio chato de ter que falar correto, discorro no erro de achar que o mundo me erra. Catástrofe achar que a língua é morta se ela pode ser

língua de fogo e libidinosa. Linguística e filosófica à la Charles ou à la Sandra, bailar com os filósofos ou numa partida de… luta corporal no universo virtual do videogame sim! Já existe um “Street Fighter de filósofos”.(Inserir link:)

Mó barato, isso me faz pensar até que ponto vale a pena parar em frente a uma tela de led, e presenciar a presença de uma ausência sendo que isso que é a imagem já dizia eu no IV Território do ano passado que em breve mandarei uma síntese.

Tetsuo Takita

 

Por Mariana Mauro (Bolsista PIBEX – ECO/UFRJ)

 

 

Deixe uma resposta